Duelo no Centrão

Em Porto Alegre, 21 horas. Me recosto em uma parada de ônibus, em frente ao Mercado Público. Ouço uma voz que grita alguma coisa. A parada estava quase vazia. Era pra mim, ou pra qualquer um que olhasse (ou até mesmo pra ninguém). Me viro e vejo um homem negro, com um bigode à Eddie Murphy interpretando algum TIRA nos anos 1980, sentado no chão com as costas escoradas no prédio de uma repartição pública.

– O primeiro Oscar vencido por um negro foi em 1968, Sidnei Poitier – diz, repetindo o que eu não tinha escutado antes. – Ao Mestre Com Carinho era o filme. Foi lançado em 1967, mas venceu o Oscar de 1968. O segundo negro a vencer foi Denzel Washington, em 2001. Continuar lendo

Anúncios

Análise da licitação – agora no Sul21

Por Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

A análise da licitação segue, mas no Sul21. Acompanhem:

http://www.sul21.com.br/jornal/licitacao-do-transporte-publico-em-porto-alegre-entenda-o-que-diz-o-edital/

Análise do edital de licitação – parte I: a Prefeitura quer quebrar a Carris?

onibus2

Foto: Prefeitura de Porto Alegre

Durante os meses que antecederam a publicação do edital para licitar o transporte público de Porto Alegre, o diretor da EPTC, Vanderlei Cappelari, explicou que a Carris ficaria apenas com as linhas transversais. Isto passou batido, até porque falando assim parece apenas um bom modo de organização. Uma bacia faz as linhas que levam do centro a leste; outra faz do centro ao sul; uma terceira do centro ao norte, e a empresa pública faz as transversais, tudo muito tranquilo.

Agora que o edital saiu, porém, parece que a Carris sai perdendo, e que isto favorece as empresas privadas. Continuar lendo

Governo Fortunati disse não à democracia

Monica Leal, Brasinha, Idenir Cecchim e Airto Ferronato: parte do time que negou informação ao usuário de ônibus | Foto: Francielle Caetano/CMPA

Estive nesta segunda (1) na Câmara de Porto Alegre e assisti a uma página vergonhosa para a história política da cidade. Os vereadores votaram a renúncia dos 2,5% de ISSQN que as empresas de ônibus devem recolher ao Município. A isenção deve reduzir, segundo a Prefeitura, a passagem para R$ 2,80, baixando apenas R$ 0,05. A oposição diz que a redução poderia chegar a um valor menor.

Discutirei esta questão ainda neste post, mas ela acabou se tornando secundária. O que vi nesta segunda-feira fria foi vereadores negarem os mais simples mecanismos de transparência, controle social, democracia. Vinte e cinco anos após a Constituição democrática, dois anos após a aprovação da Lei de Acesso à Informação, assisti a um Legislativo obscuro, opaco, trabalhando contra o interesse público, submisso a empresas que prestam um serviço público. Continuar lendo

A Lei de Talião e o Presídio Central

A história da iraniana Ameneh Behrami comoveu o Ocidente. Em 2003, um colega de faculdade com quem ela negou se casar resolveu jogar ÁCIDO SULFÚRICO no rosto dela. Ameneh perdeu completamente a visão do olho esquerdo e conseguiu, com uma cirurgia, recuperar parcialmente a visão no olho direito. Em 2007, acabou perdendo de vez a visão e decidiu recorrer à Justiça iraniana para se vingar do agressor, pedindo a aplicação da Lei de Talião, que lhe daria o direito de cegar o rapaz.

Apesar de não ser mais comum usar a Lei de Talião no Irã, a Justiça deu ganho de causa a Ameneh em 2011. Ao chegar frente a frente com o homem, porém, ela desistiu de cegá-lo. O caso virou livro, muito vendido na Europa e começa a ser divulgado com certo VIGOR pela imprensa brasileira.

Não tenho qualquer paixão pelo Irã e nem acho que erros num país justifiquem os erros de outro, pelo contrário. Mas ao ler a notícia sobre Ameneh, meu cérebro fez uma livre associação com uma entrevista que eu tinha lido muito recentemente. Na última edição da Revista Bastião, há uma excelente entrevista com Sidnei Brzuska, juiz da Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre e Região Metropolitana. Continuar lendo

Cheiro de empulhação no ar

Foto: Ricardo Giusti/PMPA

A Prefeitura de Porto Alegre vem falando que vai fazer licitação para o serviço de transporte público desde o início de 2012. Pois bem, em Zero Hora desta terça (13), o diretor da EPTC, Vanderlei Capellari afirma que o edital deve (atenção para o verbo: deve, não quer dizer que será, portanto) publicado até o final de 2013, isso mesmo, daqui um ano.

O detalhe disto é que em fevereiro de 2012, como atesta matéria do mesmo jornal, Capellari afirma que a EPTC já estava “na metade do estudo”. Também afirma que um grupo para tratar do tema foi formado na metade de 2011. Ou seja, a licitação “deve” sair dois anos e meio depois de ser iniciada. Isto que o lançamento do edital é só início do processo licitatório. Continuar lendo

Fatoumata Diawara: a voz da mulher africana independente

Fatoumata Diawara nasceu em 1982, na Costa do Marfim, mas tem origem em Madina Kourolamini, uma aldeia no Mali. Muito agitada, segundo conta seu próprio perfil no Facebook, aos doze anos seus pais a mandaram para Bamako, capital do Mali, para ser criada por uma tia, que era atriz. Ainda adolescente, ela fez um punhado de filmes, foi à França participar de uma montagem de Antígona.

Aos 20 anos, ela já estava morando definitivamente no país europeu e, de lá, viajando pelo mundo como atriz de teatro. Fatoumata também participaria como backing vocal de artistas como a diva da música de Mali Oumou Sangare, que seria uma das suas inspirações na carreira solo, e do pianista de jazz Herbie Hancock, ambos premiados com Grammy.

A independência desde cedo explica muito sobre a Fatoumata que decidiu há alguns anos dedicar-se exclusivamente à música, tocando suas próprias composições. Em tempos em que já não é mais raro mulheres compondo, mas ainda chama atenção, ela compõe, toca guitarra ou violão e ainda dança no palco. Continuar lendo